Translate

Pessoas Inteligentes

sábado, 2 de abril de 2016

A INSTITUIÇÃO DA FAMÍLIA (Lição 01 - 2º Trimestre) Classe Jovens


INTRODUÇÃO
I - UM PROJETO CHAMADO FAMÍLIA
II - EM QUE CONSISTE A FAMÍLIA
III - ENSINAMENTOS RECEBIDOS NA FAMÍLIA
CONCLUSÃO 


INTRODUÇÃO
O tema da revista do trimestre é muito empolgante, pois a família ocupa o centro das atenções em qualquer agrupamento humano. Aristóteles reconheceu isso no Século IV a.C., e arrazoou que o núcleo familiar, composto por um homem e uma mulher que se amam, constitui-se na "sociedade natural mais importante", (conforme citado no livro de apoio da lição "Eu e Minha Casa, Rio de Janeiro: CPAD: 2016, pp. 8,9). O pai da lógica formal apenas interpretou corretamente a realidade - capacidade que muitos filósofos, sociólogos e juristas atuais perderam - e fez isso a partir do projeto original de família estabelecido por Deus no Éden.

I- UM PROJETO CHAMADO FAMÍLIA
Caro professor, como se sabe Deus instituiu a família no Éden. Ele começou com a criação de Adão, mas passado algum tempo, Deus disse que havia algo em seu mundo maravilhoso que não era bom: o homem estava só (Gn 2.18). Ora, Adão tinha comunhão com Deus, desfrutava das delícias do jardim, comia seus frutos, realizava seu trabalho diário e, quiçá, até brincava com os animais, mas havia algo incompleto. O que mais ele poderia desejar?

Deus sabia que Adão precisava de “uma auxiliadora que lhe fosse idônea”. Por isso o Senhor criou a primeira mulher e apresentou-a ao homem como esposa, companheira e auxiliadora. Ela foi o presente especial de amor que Deus lhe deu (Gn 3.12). O modelo de Deus para o casamento não foi criado por Adão, mas por Deus, por isso transcende aos arranjos sociais inventados. Não importa o que os tribunais decretem ou a sociedade permita; quando se trata do casamento, Deus tem a primeira e a última palavra.

II- EM QUE CONSISTE A FAMÍLIA
A família, que sempre nasce a partir do casamento entre um homem e uma mulher, afigura tão importante que a Bíblia compara essa união ao relacionamento íntimo e amoroso entre Cristo e sua igreja (Ef 5.22,23). Paulo chamou isso de “grande mistério”. 
Defluente dessa ilustração, pode-se evoluir para os três tópicos do item: o primeiro é que família é o ponto de intersecção entre o céu e a terra, pois é nela que Deus se manifesta ao longo da história e é por meio dela que o Senhor abençoa mundo. No livro de apoio à lição aborda-se como os descendentes de Adão se desincumbiram dessa tarefa, e também é relatado sobre a "maldição hereditária" de Caim. Interessante fazer essa análise para os alunos, principalmente levando em consideração o que diz 1Pe 1.18.19.

Também não se deve esquecer que na família há treinamento feito por Deus (II.2), a fim de os integrantes desenvolverem integralmente suas idiossincrasias, as quais devem agradar ao Senhor. A família é, portanto, o primeiro lugar onde o caráter de cada indivíduo é forjado. Como dizia um antigo teólogo: “é a escola do caráter”. Viver em família oportuniza o exercício da tolerância, da bondade, da humildade, da perseverança, e traz o amadurecimento necessário para o viver em sociedade. É somente na família que o ser humano pode ser completamente feliz (II.3).

III- ENSINAMENTOS RECEBIDOS NA FAMÍLIA
Como Deus é amoroso! Ele fala com os homens pela natureza (Sl 19.1-6), mas também aproveita o cotidiano das pessoas para tratar com elas. É exatamente aí onde entra, primordialmente, a família. Onde há vida não há estática, mas crescimento, e na família esse aumento qualitativo se consolida física, psicológica e emocionalmente (III.1). Outro item importante que a vida em família ensina é a solidariedade. Isso porque para viver, sempre, um precisa do outro, desde o nascimento. Essa regra, é verdade, como as demais, podem ser esquecidas pelas pessoas ao longo da estrada da existência, mas o Senhor criou o mecanismo na família para que ninguém ficasse sem o conhecimento. Afinal, Deus não tem o culpado por inocente. Por fim (III.3) a família é o primeiro lugar de adoração ao Senhor. Não é à toa que Deus determinou aos pais judeus que fizesse um "culto doméstico interminável" com seus filhos (Dt 11.18-21).

CONCLUSÃO
Tratar sobre o propósito de Deus ao instituir a família, o que ela significa e quais os ensinamentos que ela produz, apresenta-se como algo relevante, urgente, indispensável, e sempre contemporâneo, pois todos precisam entender que não importa onde se nasce, em qual lar se cresce e qual a situação econômica... Deus sempre está no controle. Ele aproveita todas as circunstâncias para moldar o homem, ainda que seja em um ambiente de tormenta e tempestade... (Na 1.3).

As + "Como Águia me Renovo"